Home Redação Propriedade Vocabular na Redação

Propriedade Vocabular na Redação

139
0

Escrever é uma arte, pois é preciso conhecer as regras gramaticais e também a forma estrutural da redação; antes disso, falarei para você a importância da propriedade vocabular, dado que ela é essencial para a construção de um texto claro o objetivo.

Evite locuções verbais – As locuções verbais demonstram falta de propriedade vocabular quando é empregada excessivamente ou quando podemos substituí-la por um único verbo.

1. O presidente vai investir mais dinheiro na economia.
2. O presidente investirá mais dinheiro na economia.

Evite palavras difíceis – Na hora de redigir sua redação, é necessário procurar ser o mais simples possível para que as informações sejam facilmente entendidas pelo leitor.

1. Os países da América fizeram uma coalizão a fim de cominar penas a outros países.
2. Os países da América fizeram uma união a fim de penalizar outros países.

Emprego de clichês – São expressões usadas frequentemente tanto na hora de escrever quanto na hora de conversar; essas expressões desvalorizam o texto, já que é uma linguagem pobre e sem precisão vocabular. Alguns clichês para você entender melhor: agora ou nunca, deixou a desejar, diante dos fatos supracitados, no mundo atual, abraçar uma causa, bater na mesma tecla.

1. Nos dias atuais, os governantes têm deixado a desejar em seus trabalhos.
2. Atualmente, os governantes não fazem seus trabalhos.

Palavras sem precisão – É quando empregamos palavras fora do contexto ou sem nenhuma expressividade. Saber empregar o vocábulo certo tornará o texto mais expressivo.

1. O médico deu a ela um remédio para ajudar a acabar com o problema.
2. O medico receitou a ela um remédio para minimizar o problema.

Erros gramaticais – Quando se erra na acentuação, na grafia ou nos homônimos e parônimos, indica que o candidato não tem domínio gramatical, logo perderá ponto no quesito propriedade vocabular. Além disso, tais erros também tornam as informações incoerentes.

1. Os deputados comprimetaram seus amigos que haviam sido caçados.
2. Os deputados cumprimentaram seus  amigos que haviam sido cassados.

Emprego do sentido conotativo – Empregar palavras ou expressões no sentido figurado deixa o texto mais pobre e sem objetividade, dado que o leitor precisa da leitura para tentar entender o sentido da frase. Procure sempre empregar o sentido denotativo em suas redações.

1. O diretor do curso online quebrou a palavra com os alunos.
2. O diretor do curso online mentiu para os alunos.

Repetição – É o ato de empregar a mesma palavra no decorrer do texto, empregar a mesma palavra no mesmo parágrafo não seria aconselhável. Sempre que possível, empregue sinônimos ou pronomes para substituir um termo,  porque seu texto ficará mais claro.

1. Os alunos reclamaram dos professores, pois os alunos falaram que os professores não deram a matéria corretamente.
2. Os alunos reclamaram dos professores, pois eles falaram que os docentes não deram a matéria corretamente.

Palavras vagas – São palavras quem, normalmente, não são precisas; algumas palavras bem comuns são: coisa, algo…

1. Ela trouxe muitas coisas do exterior.
2. Ela trouxe muitos presentes do exterior.

Agora, você já conseguiu entender a propriedade vocabular e como deixar sua redação mais clara e objetiva. Procure aplicar o que você aprendeu com este artigo e, certamente, você verá o quanto sua nota melhorará.

(139)

Deixe seu comentário aqui!
Ajude a compartilhar conhecimento

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *